Evite a suspensão de comercialização de seus planos de saúde

 

Evite a suspensão de comercialização de seus planos de saúde

 

No último dia 09 de março de 2018, a ANS – Agência Nacional de Saúde suspendeu 44 planos de saúde de 17 operadoras e foi determinado através do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. Em contrapartida, a medida reativou 20 planos de 8 operadoras, que podem ser comercializados normalmente. A avaliação foi referente ao período do 4° trimestre de 2017.


A suspensão de planos de saúde ocorre por diversos motivos, dentre eles principalmente destacam-se a demora no atendimento ou liberação de procedimentos e negativa de cobertura assistencial. Com esse monitoramento, a ANS consegue a qualidade de atendimento e fiscalização das operadoras.


Essa medida causa grande impacto nas operadoras, pois não podem comercializar seus planos até que seja provado que as exigências foram atendidas, sem contar que ao pesquisar o histórico da operadora nos dados públicos do órgão regulador, os possíveis futuros beneficiários já obtêm uma imagem negativa e desistem de adquirir os produtos.


Entendo que, para que se evitem reclamações dos beneficiários e abertura de NIP´s, o ideal é que a operadora faça um treinamento minucioso com a linha de frente de atendimento, principalmente no tratamento aos beneficiários e na demonstração de importância que ele tem. Um outro ponto importante seria investir em sistemas de gestão que realize de forma automatizada a análise dos documentos para as autorizações dos procedimentos de baixa e média complexidade a serem liberados. Essa medida já aliviaria os auditores médicos, acelerando o processo de liberação e suprindo a necessidade de seu cliente, que fica na expectativa de um rápido retorno, inclusive dá condição para que a operadora identifique gargalos e falhas.



Camila Antonelli
Consultora
Strategy Consultoria Atuarial e Regulatória


Data do artigo: 15/03/2018