Artigos

Mudança de regras para as Autogestões Estatais

O ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão publicou no início desse ano duas normas que atingem de forma significativa as operadoras de autogestão. A Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União CGPAR nº 22/2017, estabelece diretrizes e parâmetros mínimos de governança para as empresas estatais federais sobre benefícios de assistência à saúde na modalidade de autogestão. Já a Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União GGPAR nº 23/2017, fixa diretrizes e parâmetros para o custeio das empresas estatais federais sobre benefícios de assistência à saúde aos empregados.
Veja Mais

Comitê do cliente

Atualmente as relações de consumo tem se curvado a atitudes e comportamentos voltados a sustentabilidade. Por que quando o assunto é saúde suplementar os resultados são diferentes? Pensemos ..... Esse cenário seria diferente caso o beneficiário estivesse no centro das atenções e discussões para melhoria dos processos. Hoje as operadoras travam uma batalha com os prestadores de serviços com interesses distintos, relacionados na conta a ser paga...
Veja Mais

A relevância do segmento de saúde suplementar na economia

Segundo informações do IBGE, o consumo de bens e serviços de saúde no Brasil em 2015 foi de R$ 546 bilhões (9,1% do PIB), sendo este um dos piores anos da crise econômica. Destaca-se que mais de 5% da riqueza gerada no Brasil neste mesmo período refere-se aos gastos com saúde privada pelas famílias e instituições sem fins lucrativos.
Veja Mais

Evite a suspensão de comercialização de seus planos de saúde

No último dia 09 de março de 2018, a ANS – Agência Nacional de Saúde suspendeu 44 planos de saúde de 17 operadoras e foi determinado através do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento. Em contrapartida, a medida reativou 20 planos de 8 operadoras, que podem ser comercializados normalmente. A avaliação foi referente ao período do 4° trimestre de 2017.
Veja Mais

Importante manter a estabilidade da Operadora – Parte I

Nestes vinte anos de regulamentação e inicio do decimo oitavo ano da ANS, muitos são os desafios para as Operadoras de Planos de Saúde: obrigações financeiras, fiscais e tributárias; o aumento da sinistralidade; o cenário econômico singular de ano de eleição; a perda de poder aquisitivo do consumidor e a guerra de preços nas cidades em que a concorrência é forte.


Veja Mais

...Caro é a multa!

Temos trazido a luz para os clientes com quem nos reunimos uma importante questão: o acerto da rede de atendimento. Acerto é a palavra correta para tratar do tema, pois de fato observamos que a grande maioria das Operadoras de planos de saúde não tem sua rede ajustada entre os diferentes canais: Sistema X Portal X ANS
Veja Mais

Compartilhamento de Risco RN nº 430/17 – Processo Operacional

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) normatizou em dezembro de 2017 as regras de compartilhamento de risco entre as Operadoras. Esta prática já acontecia no mercado, sendo bastante comum para a comercialização dos planos odontológicos por Operadoras médicas, como também entre as Operadoras médicas que atendem aos beneficiários de Autogestões, além do chamado repasse, muito comum entre Cooperativas Médicas. Com a normatização, ANS trouxe regras especificas para tratar estes casos, especialmente para os registros contábeis destas Operações.
Veja Mais

Programas de Prevenção e Promoção da Saúde

O envelhecimento da carteira de beneficiários é um fenômeno que vem ocorrendo de forma constante nos últimos anos ,aliado a isso, temos também outros fatores, tais como, ampliação do rol de procedimentos a cada dois anos e aumento da frequência de utilização, que provocam alta sinistralidade e desequilíbrio financeiro em operadoras de todo país.
Veja Mais

Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Nesta última terça feira, dia 06 de fevereiro de 2018 o papel do mercado de saúde suplementar ficou claro no âmbito do 8º Encontro do Comitê de Regulação de Produtos que tinha por objetivo o debate de nova proposta acerca do reajuste dos planos individuais regulados pela ANS. Já havíamos percebido ao longo dos anos que a política de transparência regulatória nada mais era do que uma transparência, deixando o público ter conhecimento acerca dos temas que estavam em debate bem como das ideias em desenvolvimento pelos técnicos da agência reguladora.
Veja Mais

Impactos do intercâmbio nas provisões pela RN 430

As operações de intercâmbio, exceto o chamado intercâmbio eventual, até a publicação desta norma (Resolução Normativa nº 430) não estavam especificadas na regulamentação da ANS. Não havia um consenso entre as Operadoras sobre como registrar estas operações, também conhecidas como intercâmbio habitual,com isso surgia sempre o questionamento sobre quem deveria reconhecer os eventos e consequentemente ser responsável pelas provisões.
Veja Mais

Pesquisa de Satisfação para Beneficiários de Planos de Saúde

A Pesquisa de Satisfação dos Beneficiários foi elaborada pela ANS – Agência Nacional de Saúde e visa verificar informações quanto ao relacionamento com os beneficiários e à atenção à saúde. Essa pesquisa tem data limite de divulgação, sendo dia 30 de abril de 2018, tendo como base o ano de 2017.
Veja Mais

Reajuste de contratos – Impacto regulatório

A legislação da Saúde Suplementar ainda passa por um processo de evolução e consequentemente existe um amadurecimento na Agencia Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Em 2008 passou a vigorar a Resolução Normativa (RN) nº171, para dispor sobre as rotinas e procedimentos de solicitação e autorização para aplicação do reajuste dos planos Individuais e/ou Familiares que tenham sido contratados a partir de janeiro de 1999 ou adaptados a regulamentação vigente (Lei 9.656).
Veja Mais

DRG – Parceria Operadora e Prestador Hospitalar.

Revisitando esse importante assunto, escrevo esse artigo, pois, a Strategy é a consultoria parceira do DRG Brasil e em novembro tivemos a oportunidade de participar do II Encontro dos Usuários do DRG Brasil e pudemos constatar os resultados reais de um case apresentado sobre a parceria entre operadora e prestador hospitalar.
Veja Mais

Margem de Solvência

Margem de Solvência é uma expressão ouvida diariamente por quem faz parte do ambiente das Operadoras de planos de saúde, seja como funcionário, como gestor, como prestador de serviço ou mesmo como cliente. Apesar de todo tecnicismo que está por trás desta expressão, o objetivo deste texto é provocar uma reflexão sobre o tema de forma objeta e didática, para aproximar o conceito a todos que possam se interessar, independentemente da formação acadêmica.
Veja Mais

Perspectivas e Cenário da Saúde Suplementar em 2018

A temperatura estava elevada naquela tarde de outono, dentro e fora do Web Summit Lisboa, investidores de fundos três vezes maiores que o PIB português se espremiam entre startups e fintechs de todo o planeta, lotando a Expo e todos os hotéis da cidade.
Veja Mais

Informações do TISS e o IDSS 2018

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) todo ano propõe novas regras para o Programa de Qualificação de Operadoras. O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar- IDSS é conhecido como a nota das operadoras no mercado de saúde suplementar e por meio dessa nota é possível que as Operadoras comparem seu desempenho com seus principais concorrentes e ainda com o mercado em geral.
Veja Mais

Qualidade e Eficiência na Saúde

No último dia 07 do mês corrente houve o seminário de Qualidade e Eficiência na Saúde do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar - IESS, ocasião em que foram premiados os melhores trabalhos de cada área de atuação, sendo realizadas duas palestras acerca da melhoria na qualidade e eficiência na saúde.
Veja Mais

Overuse na Saúde Suplementar

Muito se fala em minimizar os custos na saúde suplementar, e cada vez mais verifica-se que estes só fazem aumentar, pois o total arrecadado com as mensalidades está insuficiente para pagar todas as despesas incorridas pelas operadoras. Isso ocorre por diversos fatores, como por exemplo o atual aumento do Rol de Procedimentos, no qual impactará diretamente nos custos, a máfia das OPME´s, entre outros.
Veja Mais

Exigências e normativas fazem bater um recorde de arrecadação de multas aplicadas pela ANS

Atuar dentro das exigências legais e regulatórias deve fazer parte da cultura das operadoras levando em conta os pilares de uma política de compliace eficiente. Recentemente a ANS abriu uma consulta pública nº 65, com a proposta de resolução que altera a forma como a fiscalização das operadoras de plano de saúde será realizada.
Veja Mais

O risco de mais 3,4 milhões de desempregados no País!

O mercado de Saúde Suplementar no Brasil vem sofrendo ano após ano com o incremento de diversos custos, tecnologias e desperdícios, que afetam sua sustentabilidade atual e futura. Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, atualmente o mercado possui aproximadamente 50 milhões de beneficiários, sejam possuidores de planos médico-hospitalares, sejam odontológicos
Veja Mais

PL 7419/2006 - Alteração na Lei 9656/98

Acesse o INFOGRÁFICO e conheça as mudanças que estão sendo propostas e seus impactos para as operadoras de planos de saúde, passando a ser obrigatória a promoção da saúde e prevenção de doenças, alterando as faixas etárias, redimensionamento de rede, portabilidade "vai-e-vem", inclusão de vacinas e redução de ativos garantidores são algumas das alterações. Clique em Veja Mais e tenha acesso ao infográfico.
Veja Mais